pool me in
DicasTemas e Locais

Foto: I Hate Flash

Céu azul, altas temperaturas, clima de férias no ar. Não restam dúvidas: o verão veio com tudo! E, para aproveitar a estação mais quente do ano, nada melhor do que uma pool party daquelas, com direito a piscina o dia inteiro, comidas e bebidas deliciosas e as melhores companhias, não é? Mas como colocar esse “sonho de uma noite de verão” em prática?

Bom, se você não tem uma piscina por perto, não se desespere. Uma alternativa às pool parties são as boat parties, isto é, as festas em barcos, que podem acontecer no mar, no rio ou até mesmo em um lago, se for o caso. Se nada disso for viável, até mesmo uma piscina inflável – com os truques certos – pode resolver o problema. Seja qual for a situação, o que não pode faltar em uma pool/boat party inesquecível? Nós te contamos a seguir:

1. Capriche na escolha do lugar

Aqui, como há a necessidade de termos água envolvida, a escolha do espaço é importantíssima para o desenrolar do evento. O ideal é contar com uma piscina com algum espaço ao redor para acomodar os convidados, a decoração e os petiscos e bebidas. Acomode as cadeiras de jardim, de praia ou, se você quer algo mais informal, almofadas ou esteiras para garantir um ambiente aconchegante para os participantes entre um mergulho e outro.

A escolha do lugar também poderá influenciar na decisão sobre os comes e bebes. É nessa hora que se vê a viabilidade de fazer um churrasco – se o local tiver uma churrasqueira ou se houver capacidade para colocar uma portátil -, de colocar uma grande mesa com as comidas ou, se a coisa for mais “profissa”, contratar um serviço de buffet para servir petiscos especiais aos participantes. Se houver espaço e condições financeiras, disponibilizar um freezer ou um carrinho de picolé é uma ideia que combina perfeitamente com os dias mais quentes do ano! Contratar um serviço de bar para criar drinks ~refrescantes~ e supercoloridos também cai muito bem!

2. De olho na infraestrutura

Se estiver tudo resolvido com essa parte, entremos nos detalhes: existem tomadas e/ou fontes de energia ao redor do espaço? Se não houver, considere alugar um ou mais geradores para garantir o funcionamento dos equipamentos eletrônicos e evitar dores de cabeça durante o evento.

Outra questão: como será feito o descarte dos resíduos? É essencial retirar todos os restos de alimentos e garrafas de bebidas da piscina e de seu entorno após o fim do evento. Isso é especialmente importante se estamos falando de uma boat party, para que não haja restos de materiais jogados no mar ou no rio depois que a festa terminar. O meio ambiente agradece!

3. Invista na decoração para criar um clima de verão!

Definido o espaço, vamos a uma das partes mais divertidas de se organizar uma pool party: elaborar a decoração. Vale tudo na hora de criar uma atmosfera de verão: cadeiras, esteiras, cangas, boias, guarda-sóis, mesinhas portáteis, coolers decorados, tudo aquilo que te faça se sentir nas areias da praia e de frente para o mar.

Como estamos falando de banho de piscina – ou de mar/rio, a depender do caso -, não se esqueça de disponibilizar toalhas sequinhas para os seus convidados, utilizando-as, inclusive, como mais um item de decoração do evento. Invista em cores vivas e em uma decoração leve para compor o cenário perfeito para se divertir, relaxar e, quem sabe, pegar aquela cor e afastar o famigerado “bronze de escritório!”

Fique ligado! Para não correr risco de acidentes com vidro na piscina, uma boa ideia é apostar nos copos descartáveis ou retornáveis. Você pode, inclusive, pedir que os participantes levem e/ou “criem” seus próprios copos para deixar o evento mais divertido. Ou, se for o caso, você pode presenteá-los com copos personalizados do evento, que poderão ser reaproveitados ou utilizados como um souvenir.

4. Engaje os participantes

Este item é imprescindível em qualquer tipo de evento, mas, no caso das pool parties, ele ganha uma importância especial. Já está mais do que provado que os melhores eventos são aqueles que investem na experiência dos seus participantes, então de nada adianta uma estrutura incrível se o evento não conseguir engajar os seus participantes. Isso é o que REALMENTE faz o evento ser inesquecível e permanecer “na boca do povo” mesmo depois de acabar.

O que nós queremos dizer é que a pool party deve criar um clima de descontração e um ambiente propício à interação entre os participantes. Crie uma pista de dança – o que envolve escolher as músicas certas, como falaremos no próximo tópico – e dê espaço para as pessoas circularem livremente ao redor dela, o que facilita bastante a conversa entre as pessoas. Se o evento durar o dia inteiro, você pode organizar jogos e brincadeiras especiais na piscina para deixá-lo mais divertido.  E lembre-se sempre: menos é mais! Quando estiver montando a decoração, coloque poucas cadeiras para que os convidados “sejam forçados” a circular por todo o evento!

5. Aumente o som: música une as pessoas!

Não há como negar o poder que tem a música certa tocada na hora certa. Sim, nós sabemos que cada evento tem o seu próprio estilo musical e que isso fica a critério da produção de cada um deles, mas o que não pode faltar é estabelecer uma conexão com o público da festa. Seja eletrônico, pop, brasileiro, rock, funk etc., o estilo musical tocado deve ser a que o povo quer ouvir.

Como já dissemos acima, a palavra de ordem é engajamento, então invista em músicas que combinem com o perfil do seu público e divulgue com antecedência, pelo menos em linhas gerais, qual será o principal estilo adotado, para atrair os participantes antes de as portas se abrirem. Além disso, ao informar o estilo musical e/ou as atrações antes do dia da festa, você atrai quem realmente quer estar ali e evita surpresas desagradáveis para quem não curte um ou outro ritmo.

E aí, gostou das nossas dicas para organizar uma pool party? Divida suas opiniões conosco nos comentários!

 

eventick - open bar
Temas e Locais

Pagar por cada item consumido ou montar um esquema open bar – como escolher entre esses dois modelos? Ao pé da letra, open bar quer dizer “bar aberto”, o que significa que o público tem acesso ilimitado a determinadas bebidas (em alguns casos, a todas as disponíveis) durante o evento.

Essas duas palavrinhas mágicas podem atrair muitos participantes para um evento, mas, produzir um evento nesse sistema requer um planejamento bem feito, boas parcerias e muita organização.

A data e horários escolhidos são questões bem relevantes. Em geral, as pessoas costumam beber mais do que o comum em um evento open bar e precisam do dia seguinte para se recuperar. Por isso, é interessante que a festa seja no final da semana ou próxima a um feriado. O horário de início também deve ser bem estudado para que a diversão não acabe cedo demais e não permita que os convidados se sintam lesados.

Confira o nosso guia com algumas ideias para acertar na dose e elaborar um open bar de sucesso:

1. Defina bem o seu público

Uma das grandes vantagens de um open bar é poder beber o quanto quiser sem ter que tomar aquele susto na hora da conta. O seu público-alvo está disposto a pagar um valor mais alto nos ingressos para participar desse esquema de evento? Que tipos de bebida são mais consumidos entre os seus convidados? Quantas pessoas são esperadas? Responder a essas perguntas é fundamental para saber como e quanto dinheiro investir.

Nesse tipo de evento, computar bem a quantidade de pessoas é primordial, pois contratempos como falta ou má conservação de bebidas não são aceitos. Geralmente, calcula-se 1 litro de uísque para cada 10 homens e 1 litro de vodka para cada 10 pessoas. De modo geral, os homens bebem mais que as mulheres, o que também deve ser contabilizado e pode influenciar na escolha e nas quantidades.

Refrigerantes, sucos ou água de coco também devem ser disponibilizados para acompanhar essas bebidas. O gelo também não pode ser esquecido! Na hora de servir, ele deve ser colocado em baldes térmicos e estar em quadrados ou picado.

Estima-se, em média, 1 kg de gelo por pessoa durante um evento desse tipo. Para manter a refrigeração das bebidas, utilizam-se as lascas ou o gelo em blocos.

2. Invista na infraestrutura do evento

Nesse tipo de evento, é ideal que haja mais de um bar espalhados pelo lugar e que todos sejam acessíveis e bem sinalizados. Bons serviços, profissionais experientes e agilidade no atendimento são importantes para evitar contratempos como a formação de filas, por exemplo.

Bebidas Premium são muito procuradas, portanto separe locais para armazená-las da forma correta e disponibilize com antecedência tudo o que for necessário na hora de servi-las.

Este tipo de evento costuma durar mais do que os “tradicionais”, portanto garanta o conforto e o bem-estar do seu público, espalhando poltronas ou sofás no espaço onde o evento será realizado.

Haverá um cardápio especial ou refeição inclusos no pacote, como no caso das festas de Réveillon, que costumam servir café da manhã? Se sim, tenha um cuidado redobrado e cheque onde e como os comes e bebes serão guardados, produzidos e servidos aos participantes – já falamos sobre esse assunto anteriormente aqui no blog.

Se possível, reserve um espaço para táxis em frente ou próximo ao local, já que eles provavelmente serão o principal meio de deslocamento dos seus convidados. Alguns eventos fecham parcerias com aplicativos de táxi como o Easy Taxi99taxis ou Uber, por exemplo, para dar descontos aos participantes que forem ao evento ou que escolherem determinada forma de pagamento.

3. Feche parcerias

Ok, chegou a hora da verdade: todos nós sabemos que um evento open bar não é necessariamente a opção mais barata para os organizadores e para o público. Apesar disso, muitos produtores investem nesse tipo de evento e, mais ainda, muitos participantes procuram eventos open bar quando desejam ir a uma boa balada. Sabendo que há demanda por eventos open bar, mas nem sempre há a grana necessária para custeá-los, como lidar com esse impasse?

Uma ótima alternativa para custear um Open Bar é apostar nas parcerias, apoios e patrocínios. Empresas de bebidas são as opções ideais, pois podem se beneficiar com a exposição de suas marcas antes, durante e depois do evento, com publicidades impressas e audiovisuais, promoters e/ou áreas reservadas, além de distribuir brindes no evento.

Outra vantagem é que, ao comprar as bebidas em grandes quantidades, elas podem ser vendidas a preços bem mais baixos, no sistema de caução ou podem ser negociadas com os parceiros. É possível, inclusive, conseguir os produtos a preço de custo ou até gratuitamente em troca da exposição da marca.

Elabore uma proposta de parceria – o Sponseasy pode te ajudar – bem detalhada e apresente aos possíveis patrocinadores. Feito isso, exercite sua capacidade de negociação e pode começar os trabalhos!

4. Garanta um bom custo-benefício para o evento

É verdade que algumas pessoas topam pagar mais caro para ir a um evento open bar, mas é importante acertar no valor a ser cobrado. Como falamos lá no item 1, conheça o perfil do seu público e avalie cuidadosamente as faixas de preço em que seu evento pode se encaixar.

Dependendo do preço cobrado pelo ingresso, alguns participantes podem “se assustar”, mas é aí que entra o trabalho na área de comunicação para mostrar aos participantes o que está incluso no pacote e lembrá-los de que o consumo será liberado durante todo o evento. Isso pode ser conseguido ao oferecer bebidas de qualidade, mesmo que para tanto seja necessário reduzir as opções disponíveis.

5. Tenha uma boa estratégia de comunicação

Temos duas boas notícias para você: primeiro, eventos open bar costumam atrair o público por si sós – basta que ofereçam boas bebidas e um tenham um bom custo-benefício -, o que já facilita bastate o seu trabalho na divulgação; em segundo lugar, em geral esse tipo de evento conta com muito material de divulgação e você deve tirar o melhor proveito possível disso!

Não se esqueça de ressaltar que o evento é open bar, para atrair o seu público desde a pré-venda dos ingressos. Aproveite para divulgar também quais as bebidas serão servidas, especialmente as muito procuradas ou adoradas pelo público. Além disso, mostre aos participantes que eles terão a liberdade de poder consumir o quanto quiserem e escolher entre várias bebidas incríveis sem nenhum custo adicional. Bottoms up!

E aí, prontos para o brinde? Compartilhe conosco suas dicas para eventos open bar nos comentários!

eventick - harmonizar pratos de fim de nao com whisky
Dicas

Foto: Embaixadora Chivas Regal Brasil – Paula Limongi (Página no Facebook)

Dezembro é época de celebrar, confraternizar com a família, os amigos e os companheiros de trabalho. Apesar de todo mundo já estar acostumado à chamada “temporada das confras”, sempre surgem aquelas dúvidas: quais os pratos que devem ser servidos para agradar a todos e fazer a diferença em um evento? Mais ainda: com que bebidas eles podem ficar ainda mais saborosos?

Para nos dar uma mãozinha nessas questões, batemos um papo com quem realmente entende do assunto. A embaixadora do Chivas Regal no Brasil Paula Limongi nos deu algumas dicas preciosas sobre harmonização do whisky com alguns dos pratos mais queridos das festas de fim de ano. Cheers!

EVENTICK – Uma entrada que nunca falta nas ceias de natal é a amada tábua de frios, que reúne queijos e embutidos de vários tipos. Quais os queijos e frios que mais combinam com o whisky? Por outro lado, quais as opções que devem ser evitadas quando o escolhido for o whisky? Como a idade da bebida influencia nesta escolha?

PAULA – O queijos que mais harmonizam com o whisky são os de fibra dura, como o parmesão, grana padano e gouda. Em relação aos presuntos, sugiro os que tenham um toque defumado, pois amplifica as notas de defumação contidas no whisky. Fujam dos queijos que contenham fungo azul, a exemplo do gorgonzola e do roquefort. Eles são ótimos para harmonizar com vinho, no entanto chocam muito quando combinados com whisky.

O barril é responsável por 70% do sabor do whisky. Isso que dizer que quanto mais tempo ele passa envelhecendo, mas sabor ele adquire. Outro ponto importante é a redução do teor alcoólico. A maioria dos whiskies que consumimos tem 40% de teor alcoólico, todavia, quanto mais tempo ele passa no barril, menor é a sensação de álcool percebida. É o famoso “queimor” que às vezes sentimos na garganta ao engolir.

No caso dos whiskies envelhecidos, essa sensação quase não aparece. Para ter certeza de que o whisky é envelhecido, basta procurar o número que está no rótulo. Esse número revela a idade mais nova do blend que contém no whisky. Caso não haja nenhuma idade no rótulo, isso quer dizer que o whisky é um whisky standard ou como costumados chamar “non aged” (sem idade).

EVENTICK – Falando agora sobre os pratos principais, em relação ao famoso peru de natal, qual a melhor forma de harmonizá-lo com o whisky? E o tradicional bacalhau de fim de ano? Quem prefere carne ao invés de peixe ou peru deve optar por que tipo(s) de whisky?

PAULA – Para o Peru, sugiro um whisky blended com leve defumação e notas de frutas para harmonizar com modo de preparo da carne. Recomendo o Chivas 12 anos. Para o bacalhau, sugiro um whisky do estilo Single Malt da região de Speyside, que são mais florais e mais frutados, lembrando o vinho branco.

Recomendo o The Glenlivet 12 anos, fácil de encontrar em empórios e supermercados. Já para as carnes, sugiro que caso levem molho, que sejam do tipo rosti ou flambados com o whisky que será consumido. Recomendo os whiskies do estilo blended também com leve toque de defumação.

EVENTICK -Quando o assunto são as sobremesas, quais as que melhor harmonizam com o whisky? Pratos que sempre marcam presença nas festas de Natal como Petit Gateau, Mousse de Chocolate ou Panetone devem ser degustados com que tipos (e idades) de whisky?

PAULA-Para a sobremesa, sugerimos whiskies mais envelhecidos e com notas doces como chocolate amargo, baunilha e amêndoas. Quanto mais envelhecido o whisky, mais ele se assemelha a um licor. Recomendo servir em um cálice pequeno e sem gelo.

Optar pelos whiskies acima de 12 anos de idade. O Chivas 18 anos harmoniza divinamente com sobremesas que levem chocolate e frutas secas, pois acentua as notas doces da bebida, provocando uma sensação muito agradável no paladar.

eventick - drinks para eventos
Dicas

Os coquetéis de frutas são uma opção de bebida que é sucesso garantido em qualquer evento. Combinam com casamentos, happy hours após eventos empresariais, festas de fim de ano e até reuniões informais entre amigos.

Ainda é possível preparar a bebida sem álcool para agradar crianças, adolescentes, gestantes e os abstêmios, sem perder todo o charme e o sabor dos coquetéis conferem a um evento.

Além de sair do lugar-comum das bebidas tradicionais, você pode usar a criatividade para fazer misturas ainda mais originais e criar o seu próprio drink especial! Siga nossas dicas e aprenda a fazer e servir essas delícias aos seus convidados. Todos prontos para o brinde?

1. Cuidados indispensáveis na hora de preparar drinks com frutas

Por se tratar de uma bebida com frutas e, eventualmente, com alguns temperos como pimenta, hortelã e canela, você, produtor, deve prestar muita atenção à conservação dos itens que serão utilizados para que estejam sempre frescos e aptos para o consumo.

Afinal, ao fazer um coquetel com frutas que não estão boas para consumo, você coloca a saúde dos seus convidados em risco, bem como prejudica bastante o sabor da bebida.

Além disso, se alguém tiver um problema alimentar por algo que consumiu em sua festa isso pode causar um sério prejuízo à sua imagem como organizador de eventos. Não arrisque!

Certifique-se das condições de limpeza de todos os utensílios que entrarão em contato com as frutas e bebidas, além de cuidar também das condições de armazenamento. O melhor é deixar todas as frutas em embalagens bem fechadas e refrigeradas.

Caso você queira saber mais sobre o assunto, já falamos sobre conservação de alimentos e bebidas aqui.

2. Contrate profissionais para elaborar os drinks

Se seu orçamento permitir, contrate uma equipe de barmen. Além de fazerem um trabalho diferenciado na produção de drinks deliciosos, eles costumam fazer malabarismos com as garrafas de bebidas e tornam-se uma atração a mais para seu evento.

Normalmente, eles já oferecem um cardápio com cerca de cinco opções de drinks especiais. Se não houver uma opção sem álcool na lista de serviços oferecidos pelos profissionais e/ou empresas contratadas, solicite com antecedência para contemplar aqueles que não consomem bebidas alcoólicas, mas estarão no seu evento.

Caso você tenha preferência de sabores ou, eventualmente, alguma restrição a determinado ingrediente utilizado nas receitas, converse com a equipe contratada e tente ver a possibilidade de produzir coquetéis personalizados e/ou adaptados às suas necessidades. Negocie!

Em caso negativo, peça para o bufê contratado oferecer duas ou três opções com as bebidas e frutas de que você mais gostar. Procure experimentar antes para garantir que o resultado é agradável. Nenhum produtor quer correr o risco de oferecer uma bebida que não seja saborosa.

3. Confira alguns coquetéis que fazem o maior sucesso entre os participantes

Alguns drinks são verdadeiros clássicos e são sempre requisitados pelo público dos eventos. Pensando nisso, verifique se há possibilidade de disponibilizar pelo menos um dos queridinhos dos participantes junto com as demais opções de coquetéis de frutas. Os seus convidados agradecerão bastante!

Reunimos algumas receitas mais pedidas pelos adoradores de coquetéis de frutas. Vamos a elas:

3.1 Cosmopolitan

Popularizado em todo o mundo por ser a bebida preferida das personagens do seriado Sex and the City, a bebida é feita à base de vodca acompanhada de suco de cranberry e laranja. Dá uma olhada na receita:

Ingredientes:
30 ml de suco de cranberry (encontrado nos grandes supermercados ou em lojas de bebidas);
50 ml de vodca;
20 ml de licor de laranja (Cointreau);
5 gotas de suco de limão.

Em uma coqueteleira, misture todos os itens e agite. Sirva em um copo bastante gelado. Se quiser, decore com um pedaço de casca de laranja ou limão da borda do copo.

3.2 Mojito

Quem gosta de bebidas leves e refrescantes deve apostar nesse delicioso drink cubano. Uma dica importante é sempre servir muito gelado e acrescentar água com gás para dar um sabor extra.

Ingredientes:
12 folhas frescas de hortelã;
1 colher (sopa) de açúcar;
20 ml de suco de limão;
1 dose de rum;
250ml de água com gás;
Gelo.

Reúna a hortelã, o suco de limão e o açúcar em um copo e macere com um pilão. Coloque gelo a gosto, acrescente o rum e complete com água com gás. Mexa. Para decorar, utilize um ramo de hortelã.

3.3 Sex on the beach

Com um sabor adocicado e super fácil de fazer, esse drink sempre faz sucesso em qualquer evento. Aprenda a receita:

Ingredientes:
1 dose de vodca gelada;
1/2 dose de licor ou suco de pêssego;
1 dose de suco de laranja;
Um pouco de groselha para adoçar;
2 pedras de gelo moídas.

Misture as três primeiras bebidas em uma coqueteleira. Sirva em um copo longo e adicione um pouco de groselha para dar o toque final.

3.4 Piña Colada

Excelente para dias mais quentes, a bebida é doce e muito saborosa. Aprenda a fazer de maneira fácil e rápida:

1/2 dose de rum;
Uma xícara de suco de abacaxi;
1/2 dose de leite de côco;
4 pedras moídas de gelo;
Açúcar a gosto;
2 fatias de abacaxi para decorar.

Coloque os ingredientes nessa ordem em uma coqueteleira e misture. Enfeite o copo de coquetel com duas rodelas de abacaxi e pode servir!

E aí, ficou com água na boca? Você tem mais ideias para produzir drinks especiais para o seu evento?