Rockstar: Brunno Barranco

Brunno Barranco, fundador da VERY HYPE, saiu da zona de conforto e passou a elaborar eventos inovadores, que produzam experiências afetivas entre os participantes.

rockstar-brunno

Ser apaixonado pelo próprio trabalho e fazer a diferença no segmento em que atua são os principais combustíveis do dia a dia do Brunno Barranco, fundador da VERY HYPE. Bacharel em Comunicação Social com ênfase em Propaganda e Marketing, Brunno trabalha com eventos há mais de 12 anos e aceitou o desafio de sair da zona de conforto e elaborar eventos inovadores, que produzam experiências/memórias afetivas entre os participantes. Batemos um papo com o produtor e o resultado vocês conferem agora:

1.  A VERY HYPE busca criar eventos que emocionem e gerem um engajamento intenso do público. Como surgiu a ideia de trabalhar com eventos de experiências? Qual a sua visão sobre a realidade atual e o potencial desse mercado?

Sempre atuei na área de marketing e antes de fundar a VERY HYPE, trabalhei em uma consultoria inglesa de inovação. Lá, respirando criatividade e sendo estimulado todos os dias em observar inovação em todos os cantos, observei que a área de eventos tinha estacionado e se perdido em convenções acomodadas do próprio mercado. O que me fez perceber um grande potencial em criar uma empresa que fosse um agente transformador.

Os primeiros dois anos da empresa foram bem difíceis. Afinal, assumir uma posição não conformista é difícil de manter em qualquer mercado, mas agora que temos bem claro o nosso papel transformador e autêntico, tudo fica mais fácil. Cada vez mais o mercado observa o nosso olhar racional sobre o desenvolvimento de eventos. Cada vez mais eles verificam que em nossos projetos o dinheiro dos clientes rende mais e o resultado é mais efetivo.

2. O foco nas experiências gourmet também é um elemento muito explorado por vocês. O que o público pode esperar de uma experiência gastronômica? O que esse tipo de evento pode trazer de mais interessante/inovador?

De uma experiência gastronômica, ou de qualquer outra criada por nós, o público pode esperar um real envolvimento com começo, meio e fim. Montamos uma jornada em que a pessoa vai sendo conduzida naturalmente. Tudo tem um motivo de ser, nada é feito só porque achamos bonitinho ou por que “achamos legal”.

Sem sombra de dúvida o mais interessante e inovador de eventos com foco na experiência do participante é que fica claro que inovar não é necessariamente fazer algo louco ou que nunca foi feito antes, mas sim fazer algo que faça sentido para quem está vivendo aquela experiência. As pessoas ficam espantadas como que muitas vezes algo simples pode ser tão impactante e marcante, dependendo do projeto!

 

3. A VERY HYPE foi considerada umas das empresas mais criativas do Brasil, após ser finalista do prêmio Creative Business Cup 2012, concedido pelo governo da Dinamarca. Você acha que já podemos ser vistos como uma referência internacional nesse tipo de evento? 

Não… Ainda estamos engatinhando no universo da experiência do participante. Mas digo que nos próximos anos vamos ter uma reviravolta nesse sentido. Já é possível ver um número cada vez maior de profissionais em busca de uma qualificação nos temas de inovação, design de serviços e experiência do usuário. Ainda somos poucos os especialistas que se aventuram na área de eventos, mas aos poucos vamos ganhando número e espaço.

4. Quais as principais vantagens e desafios de trabalhar na área de experiências dos participantes? Quais as estratégias para se manter sempre à frente, criativo e oferecendo novos – e bons! – serviços aos seus clientes?

Quando o seu foco é centrado na experiência do participante, tudo fica mais fácil. Você consegue desenvolver um projeto muito mais rico e otimiza seu investimento. Com isso, sua vantagem acaba sendo que consegue entregar um projeto muito mais interessante para o público e o cliente consegue ver que seu dinheiro rendeu muito mais em comparação a iniciativas anteriores.

O desafio maior acaba sendo sempre não deixar se levar por convenções do mercado. As pessoas, de uma maneira geral, não querem ter o trabalho de fazer algo novo, preferem te oferecer apenas o que já está na linha de produção e isso geralmente não atende necessidades específicas e pontuais com as quais nos deparamos ao desenvolver nossos projetos.

  • Fernanda Rolim

    Parabéns pela matéria Amanda, e principalmente parabéns pela sensibilidade de escrever sobre esse trabalho fantástico tão bem representado pelo riqueza de experiências do Brunno Barranco.

    • eventick

      ##- Não escreva abaixo desta linha -##

      Solicitação recebida: Re: New comment posted on Rockstar do mês: Brunno Barranco
      Sua solicitação (193) foi recebida e está sendo analisada por nossa equipe de suporte.
      Para adicionar outros comentários, responda este email. ———————————————-

      Atualizado por: Disqus, 04 Nov 20:22 (BRST)

    • Amanda Tavares de Melo

      Muito obrigada, Fernanda! Quando você entrevista uma pessoa que tem tanto a acrescentar quanto o Brunno, já é meio caminho andado para o resultado ser ótimo 😉