Dicas para escolher a música ideal para um evento

Antes que gritem “Toca Raul!”.

eventick - música para eventos

Você é do tipo que já acorda com uma música na cabeça, não consegue passar um dia sem ouvir uns acordezinhos básicos mesmo que esteja na semana da realização do seu evento ou que basta ouvir um refrão mais “chiclete” para passar horas cantarolando aquela música? Chega mais, amigo. Você faz parte do time que entende perfeitamente a importância de escolher a música ideal para um evento!

A escolha musical do evento está entre os fatores que mais influenciam a experiência dos participantes, ajudando a criar o clima, estabelecer o tom e modificar o humor dos convidados.

Seja em um festival, celebração de grande porte ou festa particular, o som que tocará deverá agradar a organizadores e participantes, garantindo um bom resultado e a satisfação de todos os envolvidos. É o que diferenciará um bom evento de um inesquecível.

Mas, diante de tantas ofertas e das particularidades de cada tipo de evento, como acertar na escolha “da batida perfeita” para determinada ocasião? Apertamos o play para te dar algumas dicas imperdíveis para essa missão. Hey, ho, let’s go:

1. Qual o estilo do evento e quem deverá comparecer?

O primeiro passo para escolher a música ideal para um evento é saber qual o perfil e o objetivo dele. Trata-se de uma festa de casamento, de um evento de gastronomia e vinhos ou estamos falando de um evento de grandes proporções?

Quanto maior o evento, mais importante é encontrar atrações que sejam capazes de mobilizar o maior número possível de pessoas ao mesmo tempo. Além disso, você precisa conhecer o seu público, a que faixa etária ele pertence, que tipo de música curte e o que espera de um evento como o seu.

Se o seu público é muito heterogêneo, com pessoas de diversas faixas etárias e gostos musicais, e você não tem como “mapear” perfeitamente o que ele gostaria de ouvir, um aplicativo que pode te ajudar bastante é o Spotify.

Com ele, você não precisará fazer o download das músicas que tocarão em sua festa, já que funciona por stream e possui um acervo de mais de 20 milhões de canções que podem ser encontradas por título, artista, álbum, estilo ou playlist. Você poderá ter acesso ao app gratuitamente ou pagando um valor de R$ 14,90, o que te confere algumas vantagens como poder baixar as músicas e ouvi-las off-line, sem interrupções das propagandas. Vale muito a pena!

2. “Alô, som!” O lugar escolhido tem a estrutura necessária?

Depois de definir a proposta e o público-alvo do evento, entra em cena a pergunta que não quer calar: o local escolhido tem a estrutura necessária para os seus convidados e para as atrações musicais?

Eventos mais intimistas ou em que não haverá banda tocando ao vivo funcionam muito bem em ambientes menores e, se possível, com um sistema eficiente de luz e som, se você desejar criar uma pista de dança para os participantes.

Estamos falando de música ao vivo para um número reduzido de pessoas? Auditórios e pequenos teatros são a opção perfeita, pois elas terão um som de qualidade em um espaço confortável. Contudo, se a sua ideia é muita gente, som alto e diversão no máximo, nada melhor do que espaços abertos e/ou ao ar livre.

Cheque uma, duas, três vezes o funcionamento dos equipamentos, a estrutura para montar/guardar/testar o palco e os instrumentos, bem como a segurança da rede elétrica. Vai precisar montar uma estrutura de palco? Verifique se o espaço tem uma área reservada para carga e descarga de equipamentos, para que tudo seja feito sem atrapalhar a vizinhança nem comprometer a organização do restante do evento.

Atenção! Pesquise se o local tem limitações de horário e de barulho. Isso tudo é bem importante. Se você não estiver 100% seguro para lidar com essa parte da organização, contrate profissionais experientes para ajudá-lo e não deixe nada para a última hora.

3. O som e a fúria: invista nos equipamentos de som e aumente o volume!

De nada adianta ter um cenário perfeito se o sistema de som, luz e imagem (se houver) não estiver à altura, não é verdade? Lembre-se: o assunto é entretenimento e você pretende marcar o seu evento na memória das pessoas!

Vale a pena investir um pouco mais neste item, acredite. Contrate um engenheiro ou uma equipe de som com bons equipamentos para avaliar todas as possibilidades, corrigir eventuais problemas, além de criar efeitos de luz e som para deixar as apresentações ainda melhores.

Mesa de controle, microfones, computadores, amplificadores, refletores, tudo isso tem de estar a ponto de bala no momento em que as luzes se acenderem. Assim como o que dissemos acima, certifique-se de que tudo está funcionando bem antes de soltar o som!

4. Banda, DJ ou os dois?

Depende do estilo do evento e, claro, do quanto que você poderá investir nessa parte. Eventos de grande porte como festivais de música costumam misturar os dois, deixando o evento mais dinâmico, eclético e divertido. Além disso, a presença de banda e DJ também tem mais chances de atingir mais pessoas, que prefiram um ao outro.

Mas, se não for possível, analise calmamente os prós e contras de cada um. DJs são mais versáteis em termos de quantidade de músicas disponíveis e, normalmente, cobram preços mais camaradas; a música ao vivo, por sua vez, engaja mais a platéia/convidados do evento e ainda tem mais chances de surpreender o público.

Também vale a pena considerar na hora de escolher a música ideal para um evento o que dissemos acima sobre o espaço onde ele será realizado, o que influenciará na qualidade e no alcance do som, bem como no próprio desenrolar da celebração. Seja qual for a sua opção, tenha em mente o que for melhor para fazer com que o evento seja incrível!

5. Deixe o seu público ajudá-lo na seleção musical do evento

Uma estratégia interessante para deixar o processo de escolha das músicas mais democrático é fazer com que os participantes influenciem de forma mais direta na escalação das músicas que tocarão no evento.

Isso funciona melhor se o evento for de menor porte e os participantes tiverem um gosto musical parecido. Uma ferramenta que pode ajudá-lo a pôr esta ideia em prática é o Vitrola, que está disponível para iOS e Android.

Você deverá configurar o local do seu evento para ser uma Vitrola Zone, o que permite que os usuários do evento se conectem à playlist que está sendo tocada no seu evento e possam escolher a música que desejam ouvir. O app é muito utilizado em bares e restaurantes e faz o maior sucesso entre os adeptos.

Outra ideia, caso o seu evento seja de maior monta, é realizar uma enquete prévia com os participantes na página do evento na web para que eles votem pela ordem dos shows em um festival, por exemplo, ou mesmo “escolham” dentre as opções oferecidas qual a que mais desejam ver no evento.

E aí, mais alguma ideia para ajudar a escolher a música ideal para um evento? Estamos de ouvidos bem abertos para conhecer a sua opinião!