6 dicas essenciais para divulgar seu evento no Twitter

O Twitter pode ser um ótimo aliado na promoção de seus eventos. Várias marcas já dominam a arte e colhem os bons frutos. Entre para essa família também!

bird

Se você é daqueles que acha que não vale a pena investir no Twitter para divulgar os seus eventos, é possível que você esteja bem enganado. Para alguns, o Twitter ainda é um mistério, para outros, uma onda que passou, mas para 14,2 milhões de brasileiros em 2015, uma rede social ativa.

O fato é que, se utilizado bem, o Twitter pode ser um ótimo aliado na promoção de seus eventos. Várias marcas já dominaram essa técnica arte e colhem os bons frutos como o São Paulo Fashion Week 2016, que incluiu na sua estratégia de Twitter desafios como o “Faça o melhor carão”.

Então vamos lá: você tem uma conta no Twitter e quer usá-la para dar mais visibilidade ao seu evento e ganhar mais inscrições. O que vamos falar aqui independe se é sua conta pessoal ou uma conta do seu evento/empresa, mas o mais interessante é que as pessoas se relacionem com o seu evento/empresa e não com você. Dessa forma, você mantém a sua liberdade e cria uma linha editorial para seu evento mais rígida, que é o esperado pelos seus seguidores.

1. Comece cedo

Apesar de ser uma boa prática para divulgar em qualquer canal, produtores de alguns eventos de pequeno porte muitas vezes deixam para divulgar de verdade somente na semana do evento. Para o Twitter, isso é especialmente importante pois é um pouco mais trabalhoso de criar “momentum” do que no Facebook. Então comece a ativar a rede com pelo menos 3 semanas de antecedência.

2. Identifique usuários importantes (“influencers”)

No Twitter, você não tem “amizades”, mas pessoas que você segue e outras que seguem você. Isso faz com que a dinâmica da rede seja muito baseada na existência de usuários que têm uma grande presença e conseguiram atrair a atenção de muita gente. Eles são peças chave na articulação da rede e personagens indispensáveis no seu plano de marketing.

Então faça sua lição de casa e pesquise usuários que poderiam ajudar o seu evento. Não precisam ser somente “experts” do seu mercado, mas pessoas que podem ter algo a ver com o seu evento e um certo poder de influência. Pense em: (web)(sub)celebridades, artistas, empresas parceiras, jornalistas de portais/blogs etc. O número de seguidores é um bom indicativo, mas ferramentas como o Kred fazem esse trabalho de “medir” o quão um usuário é influente. O Klout é um outro serviço famoso desses, mas enquanto esse artigo estava sendo montado, ele está fora do ar e não sei se ele vai voltar 🙁

Uma vez identificados, contacte essas pessoas, apresente-se, fale do seu evento e pergunte se ela topa ajudar na divulgação por um par de convites ou algo a mais que você possa oferecer. Envolva-os desde o início para que eles se sintam parte da trajetória do evento. Se você deixar para contacta-los somente no final, vai soar somente como uma relação transacional e você não vai conseguir envolvê-los de verdade.

É importante que você seja claro como eles podem colaborar: seja com posts específicos em algum horário, seja simplesmente pedindo para retuitar seus tweets.

Por fim, mostre seu coração gentil e traga-os mais para perto da sua marca com tweets como: “Sigam nossos artistas @fulano @cicrano…”

3. Crie sua hashtag

Vai ser um grande desperdício não bolar uma Hashtag para o seu evento. É como ter uma arma secreta e não aproveitá-la. Quando bem utilizada, a hashtag tem o poder de:

  1. Estender o seu uso em outras plataformas, como Instagram e Facebook
  2. Criar uma coleção de conteúdos que a utilizam
  3. Facilitar para pessoas que ainda não estão na sua rede entenderem sobre seu evento
  4. Estimular as pessoas a compartilharem conteúdo sobre o evento

Quando a hashtag é bem utilizada, ela ainda dá uma cara mais “profissional”, pois a produção está preocupada em utilizar esse recurso com consistência e propriedade. Portanto, lembre-se de utilizar a sua hashtag em todos os seus posts e materiais de divulgação – flyers, sinalização dentro do evento etc.

Só tome um cuidado extra antes de criá-la. Sua hashtag deve ser:

  1. Pequena
  2. Memorável: não invente uma sigla confusa
  3. Única: Verifique se ninguém a usou recentemente
  4. Sem caracteres especiais

4. Automatize, pero no mucho!

Existem várias ferramentas de agendamento de posts para redes sociais que vão te ajudar. Algumas delas são: Buffer, Hootsuite e Etus. Com elas, você pode reservar um dia e agendar posts para a(s) semana(s). Isso vai lhe economizar muito tempo e preocupação, pois você pode acumular todo o planejamento e execução de uma vez só.

Mas tenha cuidado! Não deixe que sua comunicação se torne muito “mecânica”, sem interação com os usuários. Esteja sempre escutando o que eles têm a dizer. Com o Tweetdeck, por exemplo, você cria colunas para termos que você quer monitorar. Use, pelo menos, 3 colunas: uma para as menções ao seu usuário de twitter (@), outra para a sua Hashtag (#) e outra com uma busca pelo nome do seu evento.

Para aumentar a interação com sua rede, você pode criar Polls (enquetes), com tópicos onde os próprios usuários podem interferir na realização de algo no seu evento. Dando poder a sua rede, pouco a pouco eles se tornarão organicamente promotores do seu evento.

5. Certo, mas e o conteúdo?

Porque que de nada adianta ter um rostinho bonito e todas as ferramentas se não temos um conteúdo interessante.

5.1 Formato

Não vamos cobrir toda a teoria sobre Branding, Comunicação estratégica e tantos outros tópicos sobre “que tipo de mensagem passar”, não é mesmo? 😃 Obviamente, o que você vai postar no Twitter tem que estar alinhado com o seu plano de comunicação. A diferença é que, aqui, você terá menos espaço pois há a velha limitação de 140 caracteres. Por outro lado, o Twitter tem uma característica super favorável, o humor. Se você mantém uma comunicação mais séria em outros meios, pode se soltar um pouco e ir mais informal para o Twitter, uma vez que a rede é muito receptiva a postagens mais descoladas, “largadas”, com grafias “não ortodoxas” e brincadeiras.

Também lembre-se de varias os formatos dos posts. Teste todos: Texto, GIF, Link, Imagem e Pesquisas, mas aposte mesmo no uso de Imagens, que é o mais provável de atrair atenção e geralmente têm os maiores níveis de engajamento.

Quanto às imagens, por favor não cometa o erro de se limitar ao banner do evento. Ninguém quer ver o seu banner toda hora, isso é deselegante e entediante. Em vez disso, crie imagens com conteúdo interessante e diversificado. Alguns exemplos de imagem que você pode criar:

  1. Depoimento sobre uma versão anterior
  2. Críticas positivas da mídia
  3. Cards com as atrações
  4. Lineup
  5. Mapas
  6. Meios de transporte

5.2 Conteúdo

Aí chega a hora que você senta para planejar seu conteúdo e ele chega: um profundo e retumbante branco. Nada vem à cabeça. Se você fez a pesquisa, viu os concorrentes, fez um brainstorming e nada sai, tente utilizar ferramentas como o Scoop.it, que ajudam na curadoria de conteúdo interessante para os temas relacionados ao seu evento.

Ao contrário de em outros canais, é bem normal repetir suas mensagens no Twitter, ou ao menos criar mensagens parecidas com outras passadas. Isso acontece porque, como a dinâmica da rede é muito ágil, os usuários sempre perdem muitas postagens. Por esse motivo, você pode se dar a liberdade de não precisar criar um conteúdo completamente novo a cada tweet. Crie um formato no seu planejamento que torne sua estratégia consistente e ajude na maioria dos posts. Por exemplo:

Para cada conteúdo de depoimento, 3 tweets:

– Texto + Foto + Link
– Texto + Link 12h depois
– Texto2 + Link 3 dias depois

Apesar de ser aceitável, não exagere, principalmente se você está querendo atrair novos seguidores. Eles ficarão chateados com uma repetição exagerada e, além de perder seguidores, pode repercutir negativamente para a sua marca. Equilibre bem as mensagens e seja o mais diverso e interessante que conseguir.

6. Cuide dos detalhes

Lembre-se de adicionar o seu twitter handler (o @…) aonde você puder, como em materiais de patrocínio, no seu status do whatsapp e – algo muitas vezes ignorado – na sua assinatura de e-mail. Não subestime esses detalhes.

Durante o evento, compartilhe notícias sobre o que está acontecendo. Você pode atrair mais algumas pessoas durante o evento e também servirá para deixar aquelas pessoas que não puderam ir com água na boca para a próxima edição.

Ao fim do evento, use o Storify para criar uma história e contar para as pessoas como aquilo foi maravilhoso. É super fácil de usar e as pessoas que participaram vão ficar felizes em ver como a organização se orgulha e cuida tanto para que o evento seja uma experiência inesquecível 😃

 

Pronto para bombar o twitter no seu próximo evento? Conta pra gente sua experiência e dicas que deixamos passar!